COMO ESTUDAR PARA AS PROVAS DISCURSIVAS :)

Bom, o post de hoje é sobre os estudos direcionados às provas subjetivas. O que geralmente acontece: estudamos MUITO para as primeiras fases e acabamos esquecendo que um dia a prova discursiva irá chegar. Chega a prova, chega o desespero junto. São pensamentos comuns: “como vou lembrar de tudo para escrever?”, “qual o melhor jeito para escrever?”, “quero livros mais aprofundados”, dentre outros. Entretanto, a palavra de ordem se chama calma. Ninguém consegue estudar bem se estiver estressado. Com o intuito de diminuir um pouco essa ansiedade, sugiro desde SEMPRE “lembrar” da subjetiva. Como assim, Natália? Ao estudar para uma primeira fase, atente-se aos fundamentos e “porquês” dos informativos, das teses fazendárias, teses majoritárias e súmulas. De nada adianta saber responder “sim” ou “não” e não saber o porquê da resposta. O fundamento é objeto de pontuação pelos examinadores. Então fica a dica número 01 para as provas subjetivas:

– ATENTE-SE AOS FUNDAMENTOS DAS MATÉRIAS ESTUDADAS;

Obviamente, o foco é a primeira fase, mas quando obtiver a aprovação o tempo entre as provas é curto (quando não no mesmo fim de semana). NÃO DÁ tempo de ler tudo novamente, reler os informativos para descobrir os fundamentos, etc. Organize-se antes!!! O seu estudo será muito mais efetivo para as objetivas e sua compreensão da matéria aumentará bastante. Pensar criticamente a respeito dos assuntos estudados é muito bom. Exemplo: PPP; quem sabe o que é isso na prática? Pensar um pouco nisso ajudará bastante. Passada essa primeira observação, vamos a outra. Dica número 02:

– FOQUE NOS TEMAS DE RELEVÂNCIA PARA O SEU CONCURSO;

O cenário ideal é que saibamos tudo de tudo. Entretanto, às vezes não dá tempo e você tem que ser estratégico. Então, o correto é focar nas matérias atinentes ao cargo que almeja. Exemplificando: processo civil; em uma prova de advocacia pública é incabível o candidato fazê-la sem saber as especificidades da Fazenda – prazo em dobro, intervenção anômala, suspensão de segurança, etc. Exemplo 02: trabalho e processo do trabalho – foco nas súmulas e OJS pertinentes à Fazenda Pública. Por aí vai (quem sabe não faço um post sobre cada matéria depois?!) São temas CARA de prova! É difícil adivinhar o que vai cair nas provas, mas há vários cursos no mercado que já fazem esse trabalho por você. São cursos preparatórios que oferecem rodadas de questões, peças e pareceres focados no concurso a ser prestado. É de extrema importância treinar a redação nessa fase. Por isso os recomendo. O sistema de correção ajuda muitoooo!!! A evolução é gritante. Se você já está com um bom tempo de estudos e um avanço pertinente no edital, recomendo que faça uma vez ao mês algumas questões discursivas para ir se ambientando com o cenário. Dica número 03:

– FAÇA UM CURSO PARA A 2ª FASE FOCADO NO SEU CONCURSO;

Pois bem, o estudo da lei seca é importante pra discursiva? Extremamente. MUITASSS questões envolvem basicamente o conhecimento da lei, de tal forma que a sua referência é essencial para a pontuação cheia. Nas outras questões que não envolvem somente a lei seca, também se faz necessário a citação dos artigos envolvidos. Ou seja, praticamente TODA questão tem citação de artigos legais. Por isso é importante que você conheça seu vade mecum e tenha intimidade com ele. Saiba onde estão as principais leis e artigos. Na hora da prova o tempo é tão curto que não vai dá pra ficar procurando os artigos. Há alguns vades específicos por matéria. Dá pra realizar a maioria das questões apenas com o vade mecum comum, mas a título de resguardo recomendo levar os específicos de administrativo, previdenciário, ambiental e internacional – para a procuradoria federal – e os específicos de administrativo, ambiental e tributário – para as procuradorias estaduais e municipais. Dica número 04:

– CONHEÇA O SEU VADE MECUM ATÉ DE CABEÇA PRA BAIXO;

É interessante olhar as provas discursivas passadas? SIM, MUITO, CLARO E COM CERTEEEZA!!! Esse ponto me ajudou de um jeito que não fazem ideia. Conhecer os espelhos anteriores da banca, te dará um feedback do que é cobrado nas respostas. Como não terá correção dessas questões, recomendo fazer apenas um esboço, de tal forma que nele conste todos os fundamentos, artigos, súmulas, informativos que seriam utilizados na sua resposta. Depois compare com o espelho. Vocês vão adorar! Dica 05:

– VEJA ESPELHOS ANTERIORES DA BANCA;

Outro ponto que deve ser ressaltado: CONHEÇA AS ORIENTAÇÕES E SÚMULAS INTERNAS do órgão que irá prestar concurso. Nos concursos da advocacia pública federal, cai MUITO MUITO MUITO!!! E MUITO! Hehehe. Já vi cair nas provas anteriores, caiu na minha e tenho certeza que cairá nas próximas. Pra terem uma ideia da importância, foi objeto de questão no Parecer!!!

Ao redigir esse post, percebi que é impossível esgotar tudo sobre o tema em apenas um post. Ainda quero falar sobre a redação do parecer, das peças judiciais e da dissertação. Também acho legal explicar sobre a divisão da pontuação deles nas provas, visto que equivalem a mais de 50% do todo. Para ficar mais organizado, farei mini posts sobre esses temas, tá bom? Podem cobrar! Hehehehe.

Espero que o post os ajude. Um beijo grande e bons estudos!

Natália Aglantzakis

Publicado por nataliaaglantzakis

Advogada da União. 27 anos. Brasília - DF.

10 comentários em “COMO ESTUDAR PARA AS PROVAS DISCURSIVAS :)

  1. Ótima dica!!! Eu realmente deixei de lado a prova subjetiva, coloquei na cabeça “primeiro deixa eu passar na objetiva, depois enlouqueço” kkkkk. E você mostrou como se “preparar” de uma forma sem perder o foco da objetiva. Dicas anotadas, vamos à prática. Hahah

    Curtir

  2. Natalia, saberia me dizer se a maioria das provas discursivas CESPE tem admitido o uso de VADE MECUM grifado, mesmo que com vários marca-textos? Parece que as restrições costumam ser anunciadas no edital da convocação pra segunda-fase, mas gostaria de saber já agora como anda isto, tendo em vista a DPU? OBrigada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: